Jim Carey o actor louco de talento


Antes da fama


Nascido numa pequena localidade nas cercanias de Toronto (Ontário), seus pais eram Percy e Kathleen Carrey. Jim interessou-se pela comédia desde pequeno, chegando a enviar a sua résumé para o The Carol Burnett Show quando tinha apenas dez anos. A sua habilidade no ramo levou professores do seu liceu a lhe concederem alguns minutos antes do fim do dia de aulas para Carrey fazer rápidas encenações cômicas (stand-up comedy) para os seus colegas de turma. Os pais de Carrey viveram tempos difíceis e foram forçados a mudar-se para os subúrbios de Scarborough, em Toronto, onde tiveram de trabalhar como seguranças e empregados de limpezas na fábrica Titan Wheels. Carrey começou por trabalhar oito horas por turnos todos os dias depois da escola em que frequentava Agincourt Collegiate Institute, o liceu mais antigo de Scarborough.


Carreira no cinema


Jim Carrey estreou no filme “Rubberface”, em 1981. Quatro anos depois, foi-lhe concebido um papel principal na comédia negra Once Bitten (no Brasil, “Procura-se Rapaz Virgem”) interpretando Mark Kendall, um adolescente virgem que é perseguido por uma vampira de 400 anos protagonizada por Lauren Hutton. Carrey não atingiria o sucesso de bilheteiras até uma década depois, quando foi chamado para representar o principal papel na comédia Ace Ventura: Pet Detective (Ace Ventura, Detetive Animal/Ace Ventura: Um Detetive Diferente), que só estreou meses antes de “In Living Color”, um programa cômico da TV americana em que participara.
O filme recebeu péssimas críticas, também influenciado pelo facto de Carrey receber uma nomeação para um Golden Raspberry Award de 1994 como "Pior Ator-Revelação". Contudo, o filme foi um grande êxito comercial. Graças a ele fora concedidos a Carrey mais dois papéis principais: em
The Mask ("O Máskara/"O Máscara") e Dumb & Dumber (“Doidos à Solta”/"Débi e Lóide"), ambos lançados no mesmo ano.
Em 1995, Carrey apareceu no filme
Batman Forever (Batman Para Sempre/Batman Eternamente) como Charada ou Riddler. E voltou a encarnar Ace Ventura em Ace Ventura: When Nature Calls (Ace Ventura em África/Ace Ventura: Um maluco na África). Ambos os filmes foram um sucesso de bilheteira e renderam a Carrey cachês multimilionários.
Mais tarde, Jim conquistou os tablóides ao ser divulgado que ele tinha sido pago em 20 milhões de dólares para o seu próximo filme,
The Cable Guy, (O Melga/O Pentelho), realizado por Ben Stiller. A atenção dirigida ao seu salário, as más críticas dirigidas ao filme e a má disposição da sua personagem em contraste com as suas outras interpretações, contribuíram para o fracasso de bilheteira. Carrey rapidamente recuperou-se com o sucesso de "O Mentiroso", um regresso ao seu estilo de comédia original.
Alternando seus sucessos regulares na comédia, Carrey teve a oportunidade de mudar a rotina para ser a estrela principal em “
The Truman Show- A Vida em Directo” em 1998, uma mudança que conduziu Jim a rumores sobre uma possível nomeação para um Oscar da Academia, o que não aconteceu.
No ano seguinte recebeu o papel do comediante
Andy Kaufman em “O Mundo de Andy” (Man on the Moon), personagem que lhe provocou grande desgaste físico e psíquico. Vários atores, incluindo Edward Norton entre outros, estavam interessados no papel, mas a popularidade de Jim Carrey, incluindo uma demonstração com os bongôs, que Kaufman usara nas suas próprias atuações, ajudou Jim a ser o escolhido. Apesar das boas críticas, Carrey não foi nomeado para um Oscar.
No ano de 2000, Carrey juntou-se de novo aos irmãos Farrely (os realizadores de “Doidos à Solta”) na sua comédia escatológica, “Eu, Eu mesmo e Irene” (
Me, Myself & Irene), que era sobre um polícial que sofre com dupla personalidade depois que sua esposa o trai com um anão negro. Com os filhos crescidos, se envolve num romance com uma mulher interpretada por Renée Zellweger. O filme arrecadou 24 milhões de dólares no seu fim-de-semana de estreia e 90 milhões em toda sua carreira nos EUA.
Carrey continuou a aparecer em comédias de grande sucesso sem deixar de atuar também em papéis mais dramáticos. A sua atuação em “Brilho Eterno De Uma Mente Sem Lembranças” (
Eternal Sunshine of the Spotless Mind) em 2004 recebeu críticas muito positivas e, mais uma vez, foi previsto incorrectamente que Carrey receberia uma nomeação para um Oscar, contudo o filme recebeu um Oscar da Academia na categoria de Melhor Argumento Original e Kate Winslet, com quem contracenou, recebeu uma nomeação pela sua atuação.
No ano anterior, em 2003, Carrey juntou-se de novo a
Tom Shadyac para a comédia que foi um sucesso financeiro, “O Todo-Poderoso” (Bruce Almighty). Arrecadando mais de 242 milhões de dólares nos Estados Unidos e mais de 458 milhões em todo o mundo, este filme tornou-se na segunda comédia de ação real com mais dinheiro embolsado de sempre.


Vida pessoal


Jim Carrey foi casado duas vezes: primeiro com Melissa Womer, relacionamento do qual nasceu a sua filha, Jane (06/09/1987). Depois casou-se com a atriz Lauren Holly, um casamento que durou menos de um ano. Jim esteve envolvido com Renée Zellweger, a qual conheceu durante as filmagens de “Eu, Eu mesmo e Irene”, contudo a sua relação terminou em Dezembro de 2000. Jim é dono de um jato Gulfstream V da Gulfstream Aerospace e de um carro Saleen S7. Carrey revelou ainda ter sido vítima de um período de depressão na revista 60 Minutes em Novembro de 2004. A sua banda favorita é Cannibal Corpse, uma banda de Death Metal, que apareceram com um pequeno papel em “Ace Ventura: Detetive Animal”. Jim insistiu que eles atuassem no filme. Atualmente namora a atriz Jenny McCarthy.


Prêmios e indicações


Ganhou
Globo de Ouro de "melhor ator - drama" - "O Show de Truman" (1998)
Globo de Ouro de "melhor ator - comédia/musical" - "O Mundo de Andy" (1999)

Indicação
Quatro indicações ao Globo de Ouro de "melhor ator - comédia/musical" - "O Máskara" (1994), "O Mentiroso" (1997), "O Grinch" (2000) e "Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças" (2004).
Indicação ao
BAFTA de melhor ator - "Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças" (2004).
Ganhou MTV Movie Awards 2009 com melhor comediante


Frases:

"É optimo finalmente receber scripts que não sejam os que o Tom Hanks limpa o cu."

"Eu não sou uma pessoa difícil, eu não acho. Eu não sou uma pessoa difícil, e francamente, eu já estou farto desta entrevista."

"Eu fico acordado até tarde, não porque frequento festas, mas porque essa é a única hora do dia em que eu fico sozinho e posso ser eu mesmo."

"Eu ficarei numa posição de feto por alguns dias."

Sem comentários: