jogo do desconfia


No amor e na guerra vale tudo! Verdadeiro ou falso?


Jogo do desconfia!


Objectivo: acabar com as cartas que se tem na mão!


Existe coisas difíceis de explicar, existem gestos difíceis de se ver e existe sentimentos difíceis de se aperceber que alguém os tem… No jogo do desconfia, o melhor jogador é aquele abusa da tranquilidade, que não teme o inimigo e age sem demonstrar fragilidades!
A vida é o jogo do desconfia. Há jogadores de todos os tipos, jogadores que apenas jogam na verdade, jogadores que apenas jogam na mentira, há quem faça bluff e no momento certo encerra com uma jogada verdadeira e há quem jogue verdadeiro e na final ganha por um bluff bem feito!
Tu queres jogar também? Já jogas mas negas como se fosse difícil encarar tal realidade…

Quem é a jogar agora?


Como eu jogo só eu sei…


Terça-feira, na cama pergunta a mulher ao marido:
-amor, queres fazer sexo comigo no sábado?
Ele responde:
-sim quero , quero muito, mesmo muito!
Então, assim de repente, viraram-se um para cada lado, apagaram a luz e foram dormir!
Epah só eu é que acho isto uma estupidez?

Quem é a jogar agora?

A paixão das coisas que se fazem deixa de existir quando a rotina atinge limites, ou quando a falta de intensidade enfraquece a raiz da chama.

Eu respondo verdadeiro para a guerra e verdadeiro para o amor. Se quero ganhar a guerra não são deveres nem leis que me impedirão! Se quero ganhar no amor farei de tudo para o ter, para o manter vivo e renová-lo as vezes que forem necessárias! Não irei morrer em combate sem um tiro ter dado nem vou morrer sem tentar ser feliz!

E agora acreditas em mim? Serei um guerreiro ou será que estou a jogar ao desconfia? As dúvidas permanecem sempre a quem não sabe o que realmente quer! Porque eu sou um guerreiro que joga ao desconfia…. Ou então não?

Posso vir a ser indiciado, mas e depois?

Por vezes a cura encontra-se de consciência limpa!

Sou eu agora a jogar! E acaba este jogo!

Sem comentários: