sometimes...


sometimes I think that I am crazy, sometimes you say that I am crazy.when everything is well the things are easy, then let's do well the things, to be completed it does not exist but I can try to be more near to the perfection ... I am going to try
sometimes when the world seems lost, a shooting star appears and soon we find a course to take.
sometimes I think, if this was easy, it would be here different!
sometimes I think, think that I can write English!
sometimes I look to the mirror to see what I am!
from the sea, for land
to the robbery!

ALOHA


O Espírito de Aloha é uma referência bem conhecida da atitude de aceitação amistosa pela qual as Ilhas Havaianas são bem famosas. No entanto, também refere a uma maneira poderosa de resolver qualquer problema, atingir qualquer meta e, ainda, atingir qualquer estado de mente ou espírito que se deseje.
Na língua havaiana Aloha significa muito mais do que "alô" e "adeus" ou "amor" . O seu significado maior é: compartilhar (alo) com alegria (oha) da energia da vida (ha) no presente (alo)”.
Ao compartilharem essa energia, conectamo-nos ao Poder Divino que os havaianos chamam de mana. E o uso amoroso deste Poder incrível é o segredo para se obter saúde, felicidade, prosperidade e sucesso verdadeiros.


FUZILEIROS, PORTUGAL





História
Os Fuzileiros Portugueses têm origem directa na mais antiga unidade militar permanente de
Portugal, o Terço da Armada da Coroa de Portugal, criado em 1621. De notar, no entanto, que já desde 1585 existiam tropas especializadas para guarnecer a artilharia e a fuzilaria nos navios de guerra portugueses. O Terço da Armada foi logo considerado uma unidade de elite, ficando inclusive responsável pela guarda pessoal do Rei de Portugal.
No princípio do
século XVIII a força foi reorganizada, ficando estruturada em dois regimentos: o 1º e o 2º Regimentos da Armada. Mais tarde foi acrescentado um Regimento de Artilharia de Marinha.
No final do século XVIII, no reinado de
D. Maria I, todos os regimentos da marinha foram fundidos na nova Brigada Real da Marinha, a qual passou a incluir três divisões: Fuzileiros, Artilheiros e Lastradores. Em 1808, quando da ocupação napoleónica de Portugal, a Brigada Real embarca, na sua maioria, com a Família Real para o Brasil, dando aí origem ao Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil.
Em meados do
século XIX, dá-se a militarização de todo o pessoal da Armada Portuguesa. Até então os marinheiros não eram militares, só o sendo os Oficiais e os membros da Brigada Real. Com essa militarização é decidido deixar de manter uma unidade permanente de infantaria de marinha, sendo extinta a Brigada Real. A partir dessa data, as forças de infantaria de marinha são organizadas com os marinheiros militares (que passam a receber treino de infantaria) retirados das guarnições dos navios, sempre que existe a necessidade de realizar operações anfíbias. São assim organizados os vários Batalhões e Forças de Marinha que participam nas diversas campanhas coloniais nos sécs. XIX e XX, bem como na Primeira Guerra Mundial.
Em
1924 volta a ser criada uma unidade permanente de infantaria de marinha, a Brigada da Guarda Naval que no entanto é extinta em 1934.
A infantaria naval só volta a existir com carácter de permanência a partir de 1961 com o início da
Guerra do Ultramar. Nessa altura são criados os Destacamentos de Fuzileiros Especiais (DFE) vocacionados para missões de assalto anfíbio e as Companhias de Fuzileiros Navais (CFN) para patrulhamento e defesa de embarcações e instalações navais. Durante essa guerra e até 1975 mais de 14.000 fuzileiros combatem nos teatros de operações da Guiné, Angola e Moçambique.
Até
1975 não existia um comando unificado dos fuzileiros, sendo que os diversos DFE e CFN estavam dependentes dos vários Comandos Navais e de Defesa Marítima das áreas onde actuavam. Nesse ano é criado o Comando do Corpo de Fuzileiros, do qual passaram a estar dependentes todas as unidades de fuzileiros, dando uma autonomia substancial àquela força.


summer days




estes dias tem sido impressionantes.... quero fazer tudo e tudo parece por fazer.....




siga a marinha.... lol..... os dias deviam ter 50 horas.... lol.... o pior eram os dias que estão pra vir em setembro!!!! mas isso só eu saberei !!!




até lá, yyeeehhhh yyeeehhhh man




aloha