Generation kill - retrato 01

“Tony, sabe, você pensa demais!”

Falando do que vi, falando do que penso ser eu, criando ideias do futuro sem apoios colaterais, sempre com o kit de vaselina no cinturão, á espera do momento em que olho a estrada, vejo a queda e mesmo assim esfrego as mãos, vou passar…

Há coisas que não fáceis explicar, há coisas que evito explicar, há coisas que tenho mesmo de falar…

Os que conhecem o 2º esquerdo ficariam surpreendidos se alguém lhes dissesse, “-ele estava a falar com o mind check!”

Mind check é aquilo a que eu chamo a um psicólogo, de diversas infâncias diferentes, nasceram e cresceram, da Tele-pizza ao McDonald’s por entre serviços, não importa, são humanos como eu, mas como eu não são de certeza! Estudam para um objectivo, criam raízes de conhecimento e propagam-se como formigas reais, usam da palavra como se a razão fosse do mesmo clube!

A minha opinião:

“-todos nós temos essa profissão quando estamos cientes do que somos, da realidade em redor, do que amamos, do que odiamos, do que já vivemos e do que queremos viver!”

Como um conselho, se fosse bom, vendia-se! Assim são eles, escrito na testa “ouve, porque é bom”. Baahh, paga…

“Tony, sabe, você pensa demais!”

Acalmar os ânimos é o que tenho da fazer, já que a testerona é natural, deixá-la ser.

Mas e a conversa com o mind check?

Não foi nada particular, assim acalmo já a tua expectativa de me ver a ficar maluco, foram planos paralelos, caminhos percorridos por este e por aquele que no presente se cruzaram!

Mas F**K, não me fod**, ele fuma ganzas desde os 15, só pode! Conheço mais gente assim, a serenidade é demasiada para cão! Parece que passa a vida a contar estrelas, até mesmo de dia quando só uma se consegue ver! Enrola um sorriso quando o checkamos com a magala, com a noticia alterada e limita-se a fazer uma salada russa de todos nós!

Sem o querer dizer, ele disse:

“Tony, sabe, você pensa demais!”

…….. lá vou eu ter de fazer bluff para matar mais um coelho!

È a possibilidade de morrer que me faz viver para ganhar!

Mato um coelho, matam-me o cão… detesto isso! Mas sabe bem... è difícil explicar mas é aquilo que sinto!

“ALL’ IN”

“GIVE ME THE SHIPS” , e vou dormir mais uma vez!

“Tony, sabe, você pensa demais!”

Sem comentários: