Homens que matam cabras só com o olhar

Foi na quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010, que acabei de ler o livro “homens que matam cabras só com o olhar”, foram 3 dias de total sufoco na expectativa do que será que vem a seguir, a devorar página atrás de página com uma constante produção de saliva em detrimento da vontade de saber o que acontecerá no fim!

Muito bom, é apenas o que tenho a dizer! Aconselho a quem vive no meio da vida militar e a quem nunca se dá como satisfeito! Aconselho a quem pensa que haverá sempre uma outra razão para factos dados, a quem a imaginação acompanhou o crescimento das orelhas e pelos púbicos, a quem a idade é apenas uma característica física e gosta de histórias, sejam elas verdadeiras ou inventadas por loucos compulsivos!

Posso referir apenas como adoçantes: Estados Unidos, Vietname, Afeganistão, Iraque, Somália, Panamá, Guantánamo, forças especiais, black ops, paranormal, tortura, algumas cabras e desenhos animados!

Penso que a partir de hoje, a minha ideia de ser apenas um peão neste mundo poderá ter sido alterada! Não era bem assim que pensava, se não já teria feito para deixar de respirar! Mas há realidades que podemos simplesmente olhar para o lado quando passamos por elas, outras não!

Sempre me ensinaram que a vitória de uns era a derrota de outros, na história existem grandes vencedores e grandes derrotados, mas nunca deixaram de serem grandes! E quando se luta por ideais, não é a derrota que temos medo se sentir, é o medo de pensar que talvez, pudesse ter feito mais!

Como saber mais não ocupa espaço, ao contrário quem vive na ignorância é retracto de algo seco e oco, porque sentir medo é simplesmente uma característica técnica de sobrevivência animal.

Olho em volta e vejo, uma cama, um armário, roupas (espalhadas), armas e a possibilidade de aqui mesmo neste local cair um morteiro! Poderia pensar nisto a toda a hora e ficar sem dormir, mas prefiro utilizar esse pensamento para quando olho para o relógio, vejo que estou atrasado e, activo as minhas células, subo a adrenalina e bora lá para outra saída!

Sei que nestas ultimas linhas parece que fugi ao tema do livro, mas agora imaginem, se pensasse que do outro “lado” existem homens que matam cabras só com o olhar… será que algum dia teria vindo para aqui?

Livro escrito por Jon Ronson, escritor laureado e autor de documentários, autor de 2 bestsellers (Them: Adventures with extremists e este titulo), actualmente vive em Londres.

Sem comentários: