Cem ou Sem.

É com alguma euforia que venho aqui falar das características deste número, hoje como um momento simbólico de algo importante na minha vida.

É simplesmente num pequeno texto que retracto aqui as cem ideias mostradas por mim, foi bom ouvir alguns comentários, foi bom ouvir algumas críticas e alguns conselhos…

Nunca esperei que a bola de neve se viesse a transformar numa avalanche …

Antes estava sem algo, agora estou com cem de algo…

Parabéns a mim, isto sou eu.

Mas talvez tenha chegado a altura de isto passar apenas a ser a continuação do número cem, sem ser eu! Apenas ser algo do mundo, um vento suave de energias, a aragem matinal de toque salgado vinda de um oceano perto de vós.

Vou fazer de conta que não tenho vontade, vou fazer de conta que deixei de escrever, vou fazer de conta que o céu é simplesmente azul…

Quero a minha maresia, quero os pés gelados na minha areia e como tu disseste, respirar fundo, os dois…

Vinte e cinco anos já são alguma coisa, quando tinha quinze também pensava que era e há-de ser sempre assim, até mesmo no fim, mas aí vou ter mais razão. Então, a sociedade encarregar-se-á de me enquadrar conforme aquilo que disser…

Estas ideias fazem-me lembrar a teoria que o Benjamin Button representa, é fantástico não é?

4 comentários:

Anónimo disse...

Filho da escola "moka" desde o inicio da tua a ida que reparei neste blogue sempre o segui com o maior dos gostos... pois por meias palavras conseguia imaginar a vossa vida ai.... nao escrever???? es um espectaculo a escrever até acho que darias um bom professor de portugues!!!!!! lol ja sabes que na vida há sempre quem goste e quem nao goste!!! quem nao goste que nao visite ou entao faça que é cego!!! eu gosto e pronto. abraço! ass Dudu

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

a cahve do sucesso é dificil de encontrar mas a do insucesso é de certeza a de tentar agradar a todos, por isso continua..
tenho orgulho em ser teu camarada de armas e teu amigo..ass seixo

Marine disse...

AS ideias inovadoras raramente sao rejeitadas pelo seu merito; elas sao rejeitads pela maneira que fazem as pessoas sentirem-se. Se alguem se sente mal que passe ao blog seguinte. Abraco, Veiga