A ausência presente.

"I'm crazy but you like it.
Loca, loca, loca."
E o desejo sobe-lhe à cabeça.
Uma matina de raiva em contraste com um dia completo de prazer.
São acontecimentos normais dizem os mais velhos, que por muito passaram e do saber não se livram com facilidade. Só a doença lhes retira o melhor que a vida tem.

Tremem as pernas como sinal de lembrança, no físico está a prova como ainda arde o fogo e só cada um de nós sabe o que é sentido.
Lá fora o frio aperta, mas aqui dentro a ausência sente-se no sangue que corre nas veias.
Está presente sem estar aqui.
Neste tribunal da vida, sou tão culpado quanto tu, ao me deixar levar pelo impulso do querer, mais e mais.

Sem comentários: