O caminho dos portugueses (fantástico)

"Se não os tens a tremer, não está a acontecer."
Vou ser honesto, se o Miguel fosse uma mulher, a determinada altura do discurso, tinha-me vindo para cima do computador.
"Procurar gatos pretos, em quartos pretos, onde não há gatos pretos e achar gatos pretos" foi do melhor que já ouvi (sem ser da minha boca), em comparação ao poder da vontade de querer fazer.
Para muitos que fazem um circulo à sua volta e ali choram por não ter emprego (formados), heis uma chapada, um incentivo, um conselho... como o quiserem chamar!
"Tu vais ver como vou conseguir. Sempre prá frente. Sempre a crescer. E acontece."

Depois deste discurso, nunca mais vou dizer "nunca pior".

Sem comentários: