o bicho

Nascemos do amor, de um sonho criado em busca da felicidade eterna. Pais, avós, a família toda enche o peito de alegria ao ver a coisa mais linda.
Crescemos, melhor ou pior, mas lá se vai criando uma personalidade.
São os primeiros dentes, os primeiros passos, as primeiras palavras e o mundo roda à nossa volta num complexo de sentimentos ingénuos e inocentes. Que vida tão linda, sem pensamentos negativos que só os machucados sabem ter. Não existem preocupações, a descoberta é o vicio que se cria, que bate mais depressa os nossos corações, que fazem perceber o que é a dor, a saudade e o cansaço... que bom!
Crescer, sonhar, sonhar, sonhar, crescer e sonhar... realizar sonhos, alguns, mesmo que poucos e continuamos a querer realizar mais, sonhar, crescer e sonhar...
E esta história seria linda se todos nós tivéssemos essa oportunidade de a continuar... porque muitos, encontram o bicho cancro e acaba ali.
:(
Voltaste a levar-me alguém...
:(
Adeus primo Miguel, serás sempre uma referência do que é ser um homem, obrigado por tudo o que me ensinaste.


Aqui estão algumas palavras que gostava de lhe ter dito, mas acho que não precisava, ele sabia... mas eu sinto necessidade de as deixar ao mundo, conforta-me e chorar também me conforta... o que não me conforta é que mais uma vez sinto que estou onde não tenho de estar... :(

Sem comentários: